18.9.18

DESCOBRIR O MONTE DA RAVASQUEIRA


Mais um post que vem com algum atraso. Desculpem, a agitação e os compromissos dos meus dias são tantos, misturados com uma casa para gerir e toda uma vida pessoal que nem sempre consigo partilhar as coisas no timming que mais gostaria.
Mesmo atrasada sinto que ainda venho muito a tempo de partilhar com vocês esta "escapadinha" que tive a meio de uma semana, com uma grupeta daquelas super bem dispostas, onde é impossível não nos sentirmos bem e animadas!
Quando me foi feito o convite nem pensei duas vezes, ja tinha ouvido falar muito bem do Monte da Ravasqueira (e dos maravilhosos vinhos), situado em Arraiolos e tinha muita curiosidade em lá ir.
O ponto de partida foi bem cedo porque tínhamos toda uma série de actividades à nossa espera. Tivemos imensa sorte com o tempo, esteve sempre um sol fantástico que nos ajudou a descobrir e a passear pelos mais de 3000 hectares de monte, com imensas histórias giras e um encanto absolutamente verdadeiro e natural. Uma paisagem que nos faz esquecer todos os problemas, o trânsito na cidade, os filhos, as contas por pagar, o trabalho para fazer ... tudo. Ali o tempo parou e foi super bem aproveitado.

Fomos recebidas com um pic nic para almoço absolutamente fantástico, como poderão ver nas fotos que vos deixo, um cenário maravilhoso e uma comida de chorar por mais. Uma série de petiscos acompanhados por alguns dos muitos vinhos que ali se produzem. Desde o branco ao rosé, passando pelo tinto, provámos de tudo! Tudo isto entre muita conversa e partilha de coisas boas da vida. 

Visitámos também a Adega, onde nos foi dada a possibilidade de fazer um vinho, após um workshop que nos deu algumas noções importantes na área. Depois do vinho, tínhamos um outro desafio pela frente: aprender a fazer tapetes de Arraiolos, foi tão mas tão giro! Quem me conhece bem sabe que não tenho muito jeito para trabalhos manuais, mas confesso que não desisti enquanto não fui capaz de fazer! 

Terminámos o dia com um passeio pelo monte e pelas vinhas e tivemos depois direito a um maravilhoso jantar, onde tudo foi pensado ao acaso, desde a bonita decoração como os partos servidos e os vinhos que os acompanharam. Na casa dos meus Pais sempre se bebeu bom vinho, o meu Pai era um bom conhecedor e apreciador e tentou passar isso para as filhas. Confesso que das coisas que mais prazer me dão é sentar-me à mesa com amigos, partilhar um bom vinho e uma boa conversa. Motivo mais que suficiente para me sentir feliz.
Este jantar delicioso terminou com uma espécie de vinho do Porto, licoroso, produzido ali mesmo e que era qualquer coisa de fantástico. 

A Ravasqueira produz imensos vinhos, muitos deles já ganharam variados prémios.
Posso dizer-vos que nessa noite caí na cama e adormeci na hora, feliz e contente por poder ter tido esta experiência tão boa. Acordei no dia seguinte numa paz tão boa, onde apenas se ouvia os passarinhos. Tínhamos um pequeno almoço daqueles super caseiros à nossa espera: torradas, compotas, ovos mexidos entre tantas outras coisas boas, tão boas! Era dia de voltar para a loucura da cidade mas valeu mesmo muito a pena fazer esta "pausa" no meio de toda uma vida agitada que levamos.




















Marta, Mariana, Eu, Sofia e a Isabel Saldanha
(uma grupeta do caraças!)






















Deixo-vos esta partilha como uma excelente sugestão para poderem fazer seja com a vossa família, grupo de amigos ou até na vossa empresa, um dia passado no campo, com direito a uma paisagem maravilhosa e a uma experiência com vinhos maravilhosos. Acima de tudo, um sossego e uma paz que é difícil de explicar-vos em palavras mas que garanto que vale muito a pena viver. 

Um obrigada a toda a equipa que tão bem nos recebeu nestes dois dias. Não esqueço e espero repetir.

Com amor, 
Mia 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela vossa visita,
Baci
<3