1.8.18

OBRIGADA MINHA MÃE



Hoje adormeço com um sentimento de profunda gratidão. Durante 4 dias dei e recebi colo. Durante 4 dias o tempo foi só nosso. E ela foi a minha única prioridade. Chorámos juntas, rimos juntas, revivemos tempos que jamais iremos querer apagar das nossas memórias, mesmo que a vida nos tenha pregado duras partidas e que muita coisa, infelizmente, não possa voltar a ser como era. Não largámos a mão uma da outra e aproveitámos tudo. Partilhámos confidências, contei-lhe como as vezes é difícil esta “nova vida” que escolhi para mim agora e que nem todos conseguem entender. E ela, com os seus 70 anos consegue entender e valorizar como tanta gente da minha idade não o sabe fazer.
Não há retratos bonitos, cuidados, seja de mim, dela ou dos sítios por onde passamos. Quisemos viver tudo com os nossos olhos e sabemos que todas estas memórias nos ficarão eternamente guardadas no coração. Isso sim, é o mais importante. O resto é apenas acessório.
Minha Mãe, obrigada por me teres feito tão feliz. Que orgulho imenso tenho eu em poder ser tua filha!

Tenho a certeza que o Pai, esteja onde estiver, estará feliz por nós.
Que a vida nos permita viver isto por muitas mais vezes ainda ❤️
Tenham {mais} tempo de qualidade para os vossos. Aproveitem-nos em vida porque tudo isto passa a correr depressa demais. 

Com amor,
Mia

Um comentário:

Obrigada pela vossa visita,
Baci
<3