29.6.18

Chegar a casa, o melhor momento do meu dia.


Quase um ano nesta morada que tão feliz me tem feito, que de uma forma que só eu sei, me tornou numa pessoa melhor a vários níveis. Uma nova morada que veio ao mesmo tempo em que perdi tanta coisa na vida e em que me sentia tão desorientada. No meio desta aventura que foi trocar a vida num escritório e tentar viver daquilo que me faz feliz, abdiquei de muita coisa. Até ao momento não estou arrependida mesmo tendo dias em que só me apetece desistir porque sinto que a sorte nunca toca à minha porta. Passado quase um ano continua a faltar muita coisa aqui. Mas até isso, por força das circunstâncias, aprendi a relativizar e a sentir-me mais grata pelo que tenho e que é muito. Trabalhar em casa significa gerir tudo o que diz respeito a cuidar de um lar. Até nisto eu sinto que cresci. Depois de perceber que precisava de alguma ajuda, finalmente encontrei e hoje, ao chegar a casa tive uma sensação incrível e da qual já não me lembrava. Nem me apetece sair daqui. Desta casa,  deste lar, que mesmo incompleto, tão feliz me tem feito.
A felicidade está, cada vez mais, nas coisas mais simples. Não duvidem disso.
Uma noite feliz a todos.


Com amor,
Mia

Um comentário:

  1. Também queria ter coragem para tomar esse passo porem ainda não é possível.

    ResponderExcluir

Obrigada pela vossa visita,
Baci
<3