31.12.17

Feliz Ano Novo



Meia noite, um novo ano a chegar. Brindámos e lembro-me de ter fechado os olhos por um segundo e ter pedido para que, no próximo ano, ali estivéssemos todos juntos, novamente a brindar.
Repeti o meu desejo pelas doze passas, só queria (muito) que o meu Pai pudesse ficar bom. Infelizmente tal não aconteceu. 2017 não foi um ano bom para mim nem para os meus. E sei que isso já todos vocês sabem. Foi o ano em que fiz a despedida mais difícil da minha vida, vi partir o homem que mais amava, que me passou os princípios e os valores pelo quais pauto a minha vida. 

O tempo vai passando, e não acreditem quando vos dizem que o tempo ajuda, ou que torna tudo menos difícil. Não é assim que acontece quando se perde um Pai. O tempo tem feito com que a saudade seja cada vez maior e continue a magoar. Tenho dias em que fujo muito das lembranças, porque me custam e porque me impedem de seguir o meu dia e o meu trabalho. Sei que este caminho será longo e que com tempo e sem pressões iremos todos encontrar uma forma de nos sentirmos melhores e continuar a vida. Aprendi com tudo isto que não há mal nenhum em assumir que não estamos bem, em chorar quando precisamos, em nos isolarmos de tudo e de todos.

Sinto-me grata pela minha família, pelos amigos que estão comigo e que nunca me largaram a mão, mesmo nos dias em que eu não fui capaz de sorrir ou dizer coisas bonitas.
2017 foi um ano muito duro. Prometi a mim mesma não guardar mais mágoas, prometi aceitar que às vezes alguns têm de sair para que outros possam chegar, mesmo quando não esperávamos. 
Aprendi a saber rodear-me de quem me faz bem. 

A este novo ano que este mesmo a chegar peço saúde e amor porque o resto a gente corre atrás! Que trago muito trabalho, desafios novos e tempo para mim e para os meus.
Prometi a mim mesma que me irei queixar menos e agradecer mais, correr atrás daquilo que me faz bem. Ser feliz. No final do dia, só isso importa. Meter a chave de casa à porta, ter alguém que me ama à minha espera e ser feliz.

Um enorme e profundo obrigada a cada um de vocês, por todo o carinho, força e companhia que me fazem, todos os dias.
2017 foi também o ano em que resolvi dedicar-me 100% ao blog. Este é agora o meu trabalho a tempo inteiro, decidi que queria acordar feliz e trabalhar no que me faz sentir bem. Tudo isto jamais seria possível sem vocês, muito obrigada.

Venha de lá esse 2018 e que nos traga muitos motivos para sorrirmos.
Que nunca mas mesmo nunca nos falte o amor.

Um beijo,
Mia 






3 comentários:

  1. Que tudo te corra pelo melhor! :)
    Feliz 2018!

    ResponderExcluir
  2. Olá mia! Pela primeira vez comento... e comento porque vou deixar 2017 com um medo terrível de 2018... sei que quero parar o tempo, sei que não quero avançar... quero voltar atrás, quero voltar ao tempo em que tudo estava bem... há dois meses atrás descobrimos que a minha mãe está doente, é incurável e o tempo, esse que eu pouco lhe dava atenção, apenas o deixava passar, o tempo para a minha mãe é curto, demasiado curto... não gosto de acordar e sentir que o que a minha mãe sente é real, não quero acordar sabendo que o que estamos a viver é real... não quero despedir-me, não lhe quero dizer adeus, não quero este 2018 que aí vem... não consigo imaginar o que é a minha vida sem a minha mãe... é demasiado cedo para não a ter...
    a tua partilha, de tudo o que sentes... agradeço-te seres como és, honesta, transparente nos sentimentos, para nós importa... importa termos pessoas assim... ajuda a encarar a vida e tentarmos aceitá-la!!
    São 23h00 e quero que este tempo pare...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Desejo que este ano tudo te corra bem.
    Bjs
    Ana

    ResponderExcluir

Obrigada pela vossa visita,
Baci
<3