20.11.17

DE CARA LAVADA


(partilhei esta foto no último dia de Julho, no meu Instagram. lembro-me de ter demorado séculos para ganhar coragem para o fazer, porque esta sou eu, sem filtros, sem make up, de uma forma completamente natural e onde, todas as minhas manchas e defeitos, estão expostos. de forma crua. o feedback foi para lá de incrível e fez-me acreditar que, cada vez mais, o que faz sentido é aceitarmo-nos do jeito que somos. estarei sempre longe de me sentir perfeita mas, aos 36 anos chego à conclusão que isso da perfeição é uma grande treta que alguém se lembrou de inventar para nos tramar a vida, por isso não se deixem iludir, a sério).

De há um tempo para cá tenho insistido muito nesta partilha do cuidarmos mais de nós, do sermos capazes de gostar um bocadinho mais de nós, seja a nível exterior ou interior. Sei que o mais certo é parecer um cliché, mas a verdade é que a relação que temos connosco acaba por influenciar tudo o resto, aqueles que estão connosco, a forma como encaramos os nossos dias, a forma como sorrimos à vida.
Sei também que já vos confessei que a minha relação comigo mesma está longe de ser perfeita. Mas o que sinto agora é que aos poucos, e ao meu jeito, eu vou lutando por mim, por acima de tudo, sentir-me confortável comigo mesma. Quando não estamos bem isso acaba por interferir em muita coisa, eu já deixei de fazer muita coisa por não me sentir bem comigo mesma. E quando digo isto falo de relações pessoais, por exemplo, de me isolar ao ponto de não querer estar com ninguém porque não concebia a ideia de que me olhassem e pudessem perceber todos os meus defeitos. Hoje, no momento em que vos escrevo estas palavras, até consigo soltar uma gargalhada à conta de tudo isto mas, bem  sei que isso é hoje, num dia em que acordei bem e que me sinto confiante. Sei que amanhã pode voltar tudo ao mesmo e, por isso vos digo que, o que mudou em mim, neste processo todo, foi o aceitar que só eu posso mudar isso e se assim é estamos na altura de ir à luta. 

Partilho diariamente com vocês algumas coisas que me fazem bem, nesta gestão do meu "eu" e do meu corpo, sejam as massagens, seja um treino no ginásio, seja uma hidratação no cabelo. São momentos que nós mulheres merecemos e que devemos fazer, porque não nos fazem bem só fisicamente mas também psicologicamente.

Este último Verão tive de aprender a viver com uma realidade que desconhecia até agora, as manchas. Tinha algumas sardas (poucas) no nariz, que confesso que adorava (o meu marido passava a vida  a chamar-me de sardinhas!), principalmente na altura do calor, quando já estava com aquela corzinha gira, mas de repente dei por mim a perceber que as sardas se tinham juntado e que estavam por todo o rosto. Tudo isto aconteceu num instante, confesso que não foi no Verão que elas apareceram mas sim antes, quando o calor se começa a fazer sentir em Maio, na primavera. Sempre usei protector solar no rosto o que ainda me fez mais confusão quando comecei a perceber esta realidade. 
Usei varios cremes anti-manchas (recomendo dois, o sérum Vinoperfect anti-manchas da Caudalie e o Luminologie da Lierac), apanhei muito pouco sol direto no rosto, na praia e sempre com proteção. Confesso que não sou fã de base quando já estou bronzeada e tive dias em que, ao querer desesperadamente esconder estas manchas, usei e ficou ainda mais estranho. 
Acordar de manhã e olhar-me ao espelho, de forma crua e ver um rosto manchado não foi fácil. Ainda não é. Óbvio que percebi que não me ia esconder à conta disto mas tenho de vos dizer que me incomoda.

Voltei há poucos dias à Clínica My Moment, não sei se recordam de ter-vos falado dela aqui, aquando da questão do botox. Estive, uma vez mais, com a Dra. Carla Ferreira, que voltou a ter uma enorme paciência para me ouvir. Nesse mesmo dia, estive com o Dr. David Rasteiro, no qual confio bastante, queria que ele voltasse a observar o meu rosto e perceber o que poderia eu fazer relativamente a esta questão das manchas. E sim, os cremes ajudam mas, numa determinada fase, já não fazem grandes milagres. A solução mais indicada será o peeling, que deve mesmo ser feito nesta altura em que já nos despedimos do verão e que vai melhorar a textura da pele já que remove as camadas externas danificadas, despertando um processo de regeneração e rejuvenescimento dos tecidos destruídos. Este peeling provoca uma escamação ligeira. A pele fica com menos manchas, mais luminosa e rejuvenescida. 
Será isto mesmo que irei fazer, comecei há poucos dias a tomar uma medicação própria que deveraá ajudar a reduzir algumas manchas e que prepara a pele para o peeling. Prometo contar-vos tudo por aqui e acreditem que queria mesmo muito que isto resultasse.

Agora, e porque este espaço é para isto mesmo, contem-me vocês se também sofrem com as manchas e que procedimentos tomaram para ajudar a combatê-las. 


*caso tenham alguma dúvida ou gostassem de tratar alguma questão vossa, marquem uma consulta de avaliação gratuita na mymoment


3 comentários:

  1. Eu cheia de sardas desde pequena, nunca liguei muito e trato delas como as minhas amigas preferidas, é lógico que existe sempre aquelas "ovelhas"que estão sempre prontas para apontar o dedo. O facto é que mágoa, por muito que eu diga que nada importa... quando era Nova achava mais piada às sardas, agora com 38 anos sinto um pouquinho mais velha que as minhas amigas. Também é certo que uma maquilhagem resolve um bom.bocadinho, mas o jeitinho passou me ao lado. Verdade seja dita, são nossas e temos que viver com elas... pelo menos tenho que pensar assim.
    Agora quanto a si minha querida, é lindíssima, cheia de vida, Continue assim, inspiração ❤

    ResponderExcluir
  2. Eu não tenho esse problema específico, no entanto tive ( e ainda tenho só que menos ) problemas chatos com pele hiper sensível e reactiva.

    Depois de tentativas e erros, encontrei por fim os produtos certos... Mas tenho a dizer-lhe que o que também ajudou bastante foi reduzir o stress, ansiedades e mudar hábitos alimentares.

    Não faz ideia! A minha pele o todo o organismo estão outros..!


    E a Mia está no caminho certo! Tudo lhe vai correr pelo melhor.


    Já agora visite:

    anaritaferreira83.blogspot.pt


    E vai aprofundar o tema.


    Com carinho,

    Ana Rita

    ResponderExcluir

Obrigada pela vossa visita,
Baci
<3