9.10.17

HELLO MONDAY


Acordei cedo. Soltei um sorriso, fechei os olhos e pensei numa coisa boa. Quero acreditar que será uma boa semana. Vou tentar stressar menos, ser mais disciplinada numa série de coisas que são essenciais na minha rotina diária, vou tentar ter mais tempo para os meus. Chegar ao final do dia cansada mas feliz. Tentar focar-me no futuro, em coisas que gostava que se concretizassem. Ser grata, pelas coisas mais simples. 
A semana passada foi outra luta enorme entre a minha agenda, que apertava pelas costuras, e a minha cabeça. Sabia que havia uma série de compromissos aos quais não podia faltar mas sabia também que não me sentia capaz de socializar. É muito complicado para mim estar a fazer conversa quando não me apetece dizer nada, ou estar a sorrir quando a minha vontade é esconder-me de tudo e de todos. É também difícil explicar isto às pessoas, esta dor que sinto, que se instalou em mim e que mudou tanta coisa na minha vida, é algo que só quem passa entende. 
Era a semana do aniversário do meu Pai. Durante todo este processo que foi perdê-lo, foi talvez dos dias mais difíceis que tive. Tentei preparar-me mas foi muito mais duro do que imaginei. Estivemos todos juntos, como sempre. Mas consegui sentir que estávamos todos diferentes. Continuamos todos a habituarmos-nos a esta nova realidade. 

Foi também a semana onde comemorei o meu 11º aniversário de casamento, no dia 7, o mesmo dia em que fez seis meses que me despedi do meu Pai. Que contrariedade tão grande e tão forte de sentimentos. Feliz por ter a meu lado um marido tão bom, tão meu amigo, tão presente, a pessoa que nunca me largou a mão em qualquer instante e que tanto amo. Por outro lado, sentir que passaram seis meses desde que me despedi do meu Pai. Seis meses que às vezes parecem tanto e outras vezes parecem tão pouco. Continua tudo muito recente na minha cabeça, tudo me magoa ainda e tudo me revolta. 
Aproveitei o fim-de-semana para ter colo dos meus, da minha Mãe, dos meus sobrinhos, do meu marido. Há alturas em que não podemos ter vergonha de dizer que precisamos de mimo, de um abraço, de um beijo. De um colo de uma amiga.

Foi um fim‑de‑semana em que não quis fazer mais nada que não fosse estar com os meus. Não fui à Moda Lisboa e fiz questão de pegar no tmv o mínimo possível. Esta coisa das redes sociais consome muito do nosso tempo. Se há certeza que tenho é quero que os meus fim‑de‑semana sejam, cada vez mais, dedicados à família e aos amigos. Até porque são estes momentos que me dão a força e o oxigénio que tantas vezes preciso para enfrentar a semana de trabalho.
Segunda já está quase a terminar, e o que mais desejo é que seja uma excelente semana para todos nós.


















LOOK:
Vestido: Dramatheblackdressbrand | Carteira: Parfois
Anel Cruz: StonebyStone | Ténis: All Star 

Com amor,
Mia





Um comentário:

Obrigada pela vossa visita,
Baci
<3