9.7.14

Night


tenho de arranjar um nome para os teus lábios, 
e para ti também já agora, pensei em chamar-te água porque me entras e sais por todos os poros, depois lembrei-me de te chamar ar porque mesmo invisível me sustentas, e fiquei-me por te chamar minha porque era tudo o que me bastava.
 Pedro Chagas Freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela vossa visita,
Baci
<3