4.6.14

Do tempo e da falta que ele me faz





Os últimos dias não têm sido fáceis. Respiro fundo antes de abrir a minha agenda e pensar como serei eu capaz de dar conta do recado a tanta coisa. A verdade é que não tem sido fácil. A verdade é que não tenho sido capaz de responder a tudo, de chegar a todos os que gostaria. A sensação de acordar cansada sempre me assustou. Tem sido diária. E ao deitar-me já sinto o estômago em nervos só de imaginar o dia seguinte.
São mails, são textos para escrever, são assuntos pendentes faz tempo demais. Telefonemas que se adiam, consultas que há muito já deviam  ter sido marcadas, um ginásio que espera por mim todos os dias e nada ... nada! Pensar que amanhã tem que ser melhor, mas a verdade é que quando o dia termina não é isso que sinto. Sinto sim que falhei sempre com alguém ou em algo e isso é coisa para me matar por dentro.
Que vida estúpida é esta que levamos que quase não nos deixa dizer um "amo-te" ?! Aproveitamos minutos mortos no trânsito para muitas vezes dizer um olá aos amigos, mas o que é isso? E o afecto? O resto? Dias cheios de tantos compromissos mas tão vazios de sentimentos.
E eu não sei viver assim, ou pelo menos por tanto tempo ... Custa-me respirar... Custa-me chegar a casa e não ter coragem para arrumar mil e uma coisas ... juro-vos tem dias que sinto que vivo numa espécie de Zara em época alta de saldos! O terror!
Falta-me tempo. Completamente. 

No meio de tanta coisa má, há que reconhecer e agradecer por saber que quem caminha a meu lado (e que tanta vez leva com tudo isto em cima), consegue (ainda) entender e respeitar muitos destes meus dias maus, ou menos bons. Dias em que respondo torto, em que sei que não sou a melhor pessoa do mundo nem a mais querida. Dias em que só me sinto bem em silêncio ou no meu canto. 

Porque o amor também é isto. E porque o amor também se faz de silêncios.

Perdoem-me o desabafo, um obrigada também a vocês que me acompanham todos os dias.
E que o amanhã seja realmente um dia melhor.

Um beijo,
Mia 

6 comentários:

  1. Lindo Mia. Concordo tanto. Esta lufa lufa dos dias e as correrias quase não nos deixam tempo para desfrutar de outras coisas também importantes para nós :) Beijinho e muita força.

    ResponderExcluir
  2. Força aí e as pessoas que gostam de nós a sério, compreendem e ajudarão sempre.

    www.prontaevestida.com

    ResponderExcluir
  3. Amor é isto tudo. É amar, respeitar, viver em solidão, mas saber com quem contar, quem nos apoia nos maus e bons momentos. Eu não tenho esse tempo assim tão preenchido, leia-se nas entrelinhas desemprego, mas também tenho esses dias que também considero "dias maus, ou menos bons", também eu descarrego em cima de quem mais me dá apoio, e encoraja a não desistir, a continuar a lutar, a superar barreiras. Passamos semanas sem estarmos juntos, devido ao trabalho dele, mas mesmo afastados da vista, ele enche-me o coração.
    Muita força Mia, porque a vida pode ser dura mas o importante é haver amor e paz, beijinhos*

    ResponderExcluir
  4. adorei o poste... Vou continuar a visitar! :3
    Se puderes passa aqui (blog de diversos assuntos.) : http://tostas-com-geleia.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Obrigada pela vossa visita,
Baci
<3