Desconfinar - Voltámos ao Clube Lisboeta

13 de julho de 2020

Sair para almoçar ou jantar fora é, sem qualquer dúvida, uma das coisas que mais gosto de fazer. E que bom é poder viver estes momentos na companhia de quem mais amamos. Eu e o Diogo partilhamos o prazer de quem sabe ser feliz à mesa e foi isso mesmo que aconteceu, a semana passada, quando voltámos ao Clube Lisboeta

Sinto-me feliz por conseguir, ainda que aos poucos, ir retomando algumas das nossas rotinas.
Cumprindo todas as regras de segurança e higiene lá fomos finalmente provar duas novidades da carta com as quais já andava a sonhar: Bacalhau à Brás e Hambúrguer de Novilho! 

É difícil, tão difícil dizer qual dos dois gostei mais e, por mais bonitas que estas fotografias estejam elas não conseguem trazer-vos paladar, a melhor sugestão que vos posso dar é que visitem o Clube Lisboeta e experimentem as novidades. 
As doses são muito generosas, nós acabámos por dividir e assim provar mais que um prato, como já vai sendo nossa tradição :)



E, mesmo achando que já nada mais cabia no estômago, percebemos que ficava difícil resistir a uma das melhores sobremesas que provei nos últimos tempos, pastel de nata desconstruído acompanhado de gelado de Moscatel! Uma delícia :)

Quem me acompanha e tem por hábito ler o blog sabe que sou visita habitual do Clube Lisboeta, é um espaço muito agradável, onde sou sempre bem recebida e onde sei que a comida é sempre boa! Sim, os pratos têm sempre uma apresentação incrível e bem sabemos que os olhos também comem mas a verdade é que tudo ali é bem confeccionado! Aproveitem estas noites quentes e façam uma visita já que agora também já têm uma esplanada bem simpática :)













Fotografias: Diogo Beja

Com amor,
Mia



ÚLTIMO DE JUNHO

30 de junho de 2020

há muitos anos atrás este foi um dia feliz. 
alguns anos depois a vida deu umas quantas voltas, a vida que tanta rasteira já me pregou, a mesma vida que sabe tão bem o que faz.

despeço-me de junho. foi um mês cheio, vi os meus dias com horas de menos, onde ficou difícil encaixar tudo o que precisava fazer. tive conversas que eram necessárias, arrumei gavetas, tomei decisōes que irão mudar, uma vez mais, o rumo da minha vida. 
exigiram mais de mim e, por consequência, também eu exigi mais de mim. aprendi coisas novas e senti orgulho no trabalho que tenho vindo a desenvolver. senti mais confiança no caminho que quero continuar a percorrer, lá fui caindo algumas vezes mas tive sempre uma mão que me ajudasse a erguer de novo e a não me fazer esquecer a fibra que sou feita.

percebi que muitas das vezes não adianta apressar, o segredo está em saber confiar no tempo, as coisas boas demoram a chegar e na verdade não há mal nenhum nisso. se formos espertos iremos saboreá-las ainda com mais valor. 

junho trouxe-me amor e coragem para ser honesta com o meu coração. 
trouxe-me gratidão e a certeza que quero uma vida leve, tranquila, onde possa abraçar, elogiar e cuidar sempre os que amo e que estão cá para mim.

há muitos anos atrás este foi um dia feliz. 
e hoje, alguns anos depois, uma parte dessa felicidade mantém-se, mesmo que assuma uma forma diferente. tudo se ajeita na vida quando assim tem de ser. 

obrigada junho.

fotografia: Diogo Beja 

Com  amor, 
Mia 


Voltámos a jantar fora!

9 de junho de 2020

Aos poucos a vida vai voltando à normalidade, embora que muito diferente, há que valorizar o que já conseguimos fazer. Uma das coisas da qual mais saudades tinha era de ir jantar fora, que é só uma das coisas que mais amo fazer.  
Sábado passado lá fomos "felizes e contentes da vida" até ao Bistro 37 , o espaço que pertence ao grupo da Mercantina e que fica situado na Avenida da República.



Entrámos de máscara e seguindo o ritual que agora todos devemos cumprir, o de desinfectar as mãos. 
Só nos sentámos à mesa depois de tudo ser igualmente desinfectado à nossa frente, todos os empregados estão de máscara e a disposição dos lugares de acordo com as novas regras. 
Se me perguntarem se me faz confusão direi, com toda a sinceridade, que a parte da máscara talvez seja o que mais me incomoda mas, de resto, confesso que me consegui abstrair, no geral. Vivi toda a experiência do jantar como vivia antes, saboreei o momento com tudo o que tinha direito.

Todos sabemos que uma das áreas mais afectadas por esta pandemia foi, sem dúvida, a restauração e sinto que, aos poucos, todos nós devíamos dar o nosso voto de confiança aos sítios onde já fomos tão felizes e que tão bem sempre nos souberam receber. 

Hoje, mais do que partilhar o que jantei ou bebi naquela noite, queria partilhar o que senti neste regresso.
E queria agradecer a forma como fomos recebidos, queria dizer que é preciso, mesmo que aos poucos e seguindo sempre todos os cuidados, voltar a estas rotinas. 



Sobre o nosso jantar maravilhoso julgo que, ao ver as bonitas fotografias que o Diogo tirou, percebemos facilmente que a comida estava fantástica.
Já faz bastante tempo que frequento os restaurantes do grupo Mercantina e comi sempre muitíssimo bem!

Que bom foi poder voltar a sentir um pouco de normalidade nos meus dias, um jantar cheio de sabor, na melhor companhia e acompanhado de um bom vinho. 
Ser feliz nas coisas mais simples da vida passa também muito por isto, não acham? :)






Fotografias: Diogo Beja

Com amor, 
Mia 

© 2019 Mia Relógio. Tecnologia do Blogger.