25.9.17

DOMINGO


Lembro-me de ser pequena e odiar os domingos. Sim, odiar mesmo. Aquele dia chato em que ficávamos em casa e que nada se passava, entre o resto dos tpc para fazer ou algo a estudar para um teste qualquer, pouco ou quase nada mais acontecia. Na altura, lembro-me que me enfiava no quarto a ouvir música e a sonhar com o futuro. Nessa altura tínhamos todos uma pressa imensa para crescer. Queríamos sair de casa dos pais, ser independentes. Impressionante como depois tudo muda e hoje, o que mais queríamos, era não ter tantas responsabilidades às costas.

Hoje preciso dos domingos como quem precisa de ar para respirar. É praticamente o único dia em que não é permitido usar despertadores, o dia em que tento não impôr grandes obrigações, o dia em que gosto de tomar o pequeno-almoço fora, aproveitar os meus e curtir o sossego da minha casa. 
Foi tudo isso que fiz este domingo, acordei tarde e a perceber que estava mesmo a precisar de pôr o sono em dia, a semana foi super intensa e até no sábado tive de acordar com as galinhas! Estava muito cansada mesmo. Como o tempo estava tão agradável ainda corremos até à praia para nos despedirmos do Verão, sei que oficialmente o Outono já chegou mas eu ainda quero sonhar com este verão que passou a voar. 

Aos domingos gosto da regra do "keep it simple", gosto de sentir-me confortável e sem muita produção em cima, já basta toda a semana, em que temos mil e uma coisas e temos de estar bem para o mundo nos ver. ahahah! Saí de cara lavada mas com um vestido super giro que adoro, de uma loja que vos aconselho a visitar, a Just for Her, que fica no Oeiras Parque e que tem sempre peças diferentes e super giras!
Foi um domingo simples mas feliz, onde aproveitei, acima de tudo, para recarregar baterias para mais uma semana de loucos que vem aí.
É hora de "dar o corpo às balas" e acreditar que vai correr tudo bem!














Look:
Vestido: Just for Her | CestaCaicos  | Lenço: Un Croquis de Mode
Sandálias: Zara

Que a vossa semana seja muito feliz.

Com amor,
Mia






20.9.17

Praticar o desapego


A semana vai a meio e o sol voltou a brindar-nos com a sua presença. Numa altura em que continuo com a minha casa num estado caótico, a tralha continua a ser mais do que muita, e eu a precisar desesperadamente de praticar o desapego por muitas das minhas coisas. 
É impossível viver com tanta coisa, pelo menos na casa onde estou! Recordo-me vezes sem conta de algumas directrizes aprendidas no curso de Moda que fiz com o meu querido Pedro Crispim e, a verdade é que se já não usámos aquela peça no último ano então o mais certo é não voltarmos a usar.  A teoria, essa, eu até sei muitíssimo bem mas o pior é passar para a prática.
Quando me mudei de vez seleccionei várias coisas e dei às minhas irmãs, à minha sobrinha Bi (que ficou com a maior parte, visto estar a crescer a cada dia que passa) e a algumas pessoas que sei que precisavam. Mas a verdade é que há muita coisa à minha volta que sei que não vou voltar a usar. Tenho recorrido ao meu Instagram para colocar uma ou outra coisa mas tenho de fazer isto um bocadinho mais à séria. Adorava fazer uma venda de garagem mas não tenho garagem, ahahah! Acho muito mais gira a ideia de ter as minhas peças expostas e as pessoas poderem ver se, efectivamente, gostam ou não. Enquanto o espaço não surge para realizar tal coisa acho que vou mesmo criar uma conta de Instagram só para este efeito, praticar o desapego do meu closet (que na verdade nem existe, porque eu estou longe de ter um closet dos meus sonhos! um dia ... um dia ...).

Não sei se é bom se é mau mas a verdade é que se há pessoa que lida mal com esta coisa do desapego sou eu, e acreditem que não me refiro somente a bens materiais. No que toca às pessoas é igual. Aquela pessoa que se dizia muito tua amiga mas que nunca mais quis saber de ti, pois é, a verdade é que se fosse amiga de verdade não me virava as costas, principalmente quando mais preciso, mas eu não aprendo, continuo a sentir saudade, a querer saber se estará bem ou não, a relembrar o que vivemos. Com os trapos e acessórios é igual, estimo muito bem as minhas coisas, independemente do preço que me custaram, posso ter pago 10euros por aquilo mas se gosto vou estimar à séria. Isto sei que herdei do meu Pai, que tinha peças dele com vários anos como se novas fossem, era super cuidadoso com as suas coisas, impressionante mesmo.

Desapegos à parte, hoje trago-vos um look que é aquele vestidinho que mais parece uma camisa de noite :)
Adoro peças práticas e funcionais mas bonitas ao mesmo tempo, quanto aos ténis já perceberam que estou rendida ao conforto.
Por mais dias simples e com sol, please!!















LOOK:
Vestido: aqui | Carteira: LV
Ténis: All Star


19.9.17

RED ALERT

RED ALERT

Shop the look:
Casaco Pêlo: Mango | Camisola: Zara | Saia: Zara
Botins: Mango | Brincos: Zara
Porta Moedas: B&L | Batom: YSL

Acredito que já não seja novidade para ninguém, a esta hora, que o vermelho será uma das grandes apostas da nova estação. Seja em revistas, blogs e nas lojas, óbvio, esta cor está por todo o lado.
A minha paixão por esta cor já é antiga. Sempre gostei de vermelho, seja na roupa ou nos acessórios. Uma das carteiras que mais amo é vermelha e uso e abuso com várias outras cores. 

Gosto de arriscar e de sair um bocadinho daquela zona de conforto e, por isso mesmo, adoro conjugar vermelho com rosa, que é outra cor forte desta estação (e que irei falar num outro post).



Contem-me tudo, temos fãs de vermelho por aqui ou nem por isso?

Com amor,
Mia