20.11.17

GOOD VIBES



Costumo dizer que ter um bom fim‑de‑semana é meio caminho andado para receber a segunda-feira com uma outra luz e espírito. Foi isso mesmo que tentei fazer. Como sabem, a minha Mãe comemorou o seu aniversário na sexta passada. Foi um dia cheio de emoções, houve muitas lágrimas, alguma tristeza inevitável, mas houve também muitos abraços, muito carinho e amor. Tudo aquilo que deveria ser suficiente para nos sentirmos gratos na vida. Pela primeira vez desde que o meu Pai partiu, sentámo-nos à mesa, em casa, todos juntos. Fez-me confusão, confesso. E, durante o jantar, vieram à minha memória muitos momentos que ali passámos todos, e que espero nunca esquecer. O mais importante naquela noite era que a minha Mãe sentisse o nosso amor. Impressionante como ela tem uma força tão única, tão especial. Conseguiu que a casa estivesse linda, cheia de pormenores bonitos e que nos fizeram sentir de novo que aquele lugar será sempre a casa dos nossos Pais. 

Aproveitei o fim‑de‑semana também para cuidar de mim, do meu cabelo que estava a precisar e que é sempre entregue nas mãos da Maria Lourenço e para ir jantar com uma amiga a um sitio maravilhoso, o Boteco da Linha , sabem aquelas noites em que vocês nem sentem o tempo passar de tão bom que é? Foi isso mesmo que aconteceu. O segredo, e juro-vos que cada vez mais acredito nisto, é rodearmo-nos de pessoas boas, com boa energia e que nos façam sentir bem. A vida é curta demais para fazermos fretes. 

O look que vos deixo hoje não foi tirado este fim‑de‑semana mas andava perdido no meu computador e, por ter umas fotos com um sorriso tão espontâneo, julgo que merecia ser mostrado.





























LOOK:
Vestido: aqui | Ténis: Adidas
Carteira: Chloé


Espero que gostem, que deixem o vosso comentário e, acima de tudo, que tenham uma semana feliz.

Com amor,
Mia






















17.11.17

F R I D A Y

friday
LOOK: Zara | Carteira: YSL
Óculos Sol: Ray Ban | Perfume: Chloé


Tudo ansioso pelo fim‑de‑semana, certo? Eu confesso que estou. Hoje a minha Mãe faz anos e estou desejosa de me pôr a caminho de Torres Vedras para a abraçar.
Deixo-vos com um look que eu usei no domingo passado e que prometo que coloco as fotos aqui na próxima semana! Um look descontraído, quentinho e giro! Estou cada vez mais fã deste estilo!
Que a vossa sexta seja feliz.

Com amor, 
Mia 




16.11.17

L u z



{Às vezes é bom desaparecer. Às vezes, só às vezes é melhor ainda demorar no regresso. Daqueles lentos, compassados, no meio de estações de comboio em manhãs de outonos, cheias de nevoeiro, e frio. Às vezes é bom esperar para ganhar sorrisos. Para ganhar abraços, palavras melhores. E sabe tão bem, como aquelas viagens em estradas do interior, em finais de tarde quentes de verão, quase quase sem luz mas com... Às vezes, só às vezes, os sorrisos devem ficar no segredo. Outras vezes, devem ser partilhados. Porque são desapego, manobra de ingenuidade. E sabem bem que se fartam. Assim mesmo, encontrados, depois de achados perdidos.}
As palavras não são minhas. São do Pedro Sadio. A foto também. Há 7 meses atrás o Pedro fotografou-me. Eu estava triste. Muito triste. Com a vida. Com as pessoas. E ficou tudo ali. Numa imagem que continuo a olhar porque sou eu e porque não quero esquecer. Mas que já não é actual. Ontem sentei-me e disse-lhe, entre muitas outras coisas, que continuo às cabeçadas com a vida. Que continuo com dias tristes. Que as pessoas continuam a desiludir-me. Só que hoje, depois do que passei, já não me importa tanto. Hoje, quem importa sou eu. 7 meses depois, está tudo aqui. Nesta e noutras imagens que o Pedro captou. Esta sou eu. Com as minhas inseguranças, com as minhas certezas. Este é o meu olhar. Um olhar de quem tem dias bons e dias menos bons. Um olhar que consegue sorrir. Um olhar de quem acredita {muito} que um dia vai tudo passar e fica apenas o que é bom e tem de ficar.
Ontem foi um dia bom e está tudo aqui, nesta luz que tu Pedro soubeste {tão bem} captar.
Obrigada.